Vamos

segunda-feira, março 30, 2009

Isaltino o inconsciente



Isaltino: não declarei conta na Suíça por «inconsciência»

Mais outro a gozar com a malta

8 comentários:

Emigrante disse...

Será que... com o sistema judicial no estado em que está o irão declarar inimputável?

Boa Noite

T.A

Pata Negra disse...

Sócrates já aprendeu com ele: se votam nele é porque está inocente. Os julgamentos fazem-se nas urnas! Na minha opinião deveriam ser noutras urnas!
Um abraço que nem posso

Marreta disse...

Não estou de acordo com o Pata Negra, a cremação é mais ecológica...

Saudações do Marreta.

Ferroadas disse...

E o tipo ainda tam a lata de afirmar "sou só eu (que roubo), então e os outros?"

Isto qualquer dia vai, ó se vai....

BJS

Ogre disse...

Coitadinho do Isaltino, o que lhe vale é a fé na justiça portuguesa. Fé que já salvou a Fátinha de Felgueiras e o agora canonizado Avelino.
A fé move montanhas (de leis, testemunhas, acusações, juíses...)
Até logo.

Paulo Vilmar disse...

Mariazinha!
Comentar o quê? Esqueci...
São todos iguais!
Beijos

Zorze disse...

E diz - " Estou tranquilo com o nosso sistema judicial! "
Sem se desmanchar a rir.
De facto, vivemos no país da tranquilidade.

Beijos,
Zorze

O Pinoka disse...

Não percebeste Mariazinha.
O coitado quis dizer que a culpa é do inconsciente que agiu de forma natural, do tipo “ Se declaras estás frito.”, situação que não permitiu que o consciente funcionasse. È frequente este tipo de patologia afectar autarcas. Na minha opinião deveria de ser objecto de estudo.

Beijocas