Vamos

quarta-feira, junho 28, 2006


Porto, Património da Humanidade

O Porto é a "capital" da região Norte de Portugal e centro de uma área metropolitana com mais de um milhão de habitantes.

Portugal deve o seu nome precisamente à forma como, até ao século XII, era designada a actual região do Porto: Portucale.

A cidade está situada na margem direita do rio Douro, junto à foz.
A sua origem remonta ao período proto-histórico e tem como centro um antigo povoado celta que existia na actual Colina da Sé.

No século XIV, o Porto transformou-se num grande centro da burguesia comercial e, com o nascimento do Infante D. Henrique entre muros, ficou indissociavelmente ligado aos Descobrimentos dos séculos XV e XVI.

Conhecida como "muy leal e invicta cidade", o Porto transformou-se mais tarde em baluarte do liberalismo e não esconde a forte influência inglesa que passou a ter a partir do século XVII. Esta influência está sobretudo patente na indústria do mundialmente famoso "Vinho do Porto", cujas empresas foram, e ainda são em grande medida, inglesas.

As características singulares do centro histórico do Porto fizeram com que a UNESCO o classificasse de "Património Cultural da Humanidade", em Dezembro de 1996.
(Brevissímo resumo da História da cidade do Porto feito pelo Museu Nacional da Imprensa)


Desde de muito cedo conheci as gentes do Porto, gente trabalhadora, humilde.
Gente capaz de nos considerar família sem qualquer hesitação.

Há uns tempos atrás decidi que era tempo de ir conhecer melhor aquela cidade que tambem é minha! Foram uns dias muito bem passados, vistamos a cidade, monumentos, andamos de metro, fomos ao "Dragão", fomos às caves e subimos o Douro até à Régua. No Porto come-se muito bem e bebe-se ainda melhor e ainda por cima não é caro.

Doí muito ver uma cidade com tantos atractivos e não haver soluções quanto à limpeza no centro da cidade!

Será que a C. M. do Porto não consegue mudar este "espectáculo"? Será que tambem faz parte do "património da humanidade"? Não terá o Porto o direito a ser uma cidade limpa?

O que me espantou também, foi o estado em que está o casario ribeirinho. Que falta de respeito para com os habitantes do bairro da Sé! Primeiro classifica-se a zona e depois "despacham-se" as pessoas para blocos de cimento nos arredores da cidade que daqui a meia dúzia de anos estarão degradados (isto porque nos bairros sociais não há manutenção dos edíficios). Parece que estão à espera que caia tudo para então começar a especulação imobiliária.

Dá vontade de dizer:

"Ver-te assim abandonada

nesse timbre pardacento

nesse teu jeito fechado

de quem mói um sentimento

E é sempre a primeira vez em cada regresso a casa

rever-te nessa altivez de milhafre ferido na asa"

(Carlos T e Rui Veloso)

11 comentários:

Bernardo da Maia disse...

Esta é a minha cidade, a cidade onde me deito e acordo todas as manhãs. É a cidade da paixão e do mistério, quem nunca viu a Ribeira de noite? As suas luzes o seu encanto.Quem nunca viu o rio. Tudo isto é arte!

Mas é obvio que como todas as cidades tem os seus problemas e que são de dificil resolução devido ás burocracias do nosso país.

Bernardo da Maia disse...

Bernardo da Maia
http://antisocialespecial.blogs.sapo.pt

CORCUNDA disse...

Pois, nem tudo é perfeito. Mas há pior!

jotadias disse...

É pena ver uma cidade tão acolhedora (os tripeiros são do melhor que há) por vezes aparentar uma sujidade confranjedora. Claro que nos bairros "chiques" até têm "almeidas" privados. Nos outros são os da funcionários camarários que fazem o trabalho e aqui é o que se vê.

A canção do Rui Veloso está bem enquadrada no post.

BJS

PiresF disse...

E Biba o Porto carago! Sem lixo claro... e já agora, se for possível, sem Rui Rio.
A canção do Rui, não podia estar melhor.
Abraço.

Karl Macx disse...

Mais do que escreveu - e bem - o Bernardo da Maia, o Porto não é só a minha cidade, é o meu mundo.
E nesse mundo, tenho de viver paredes meias com a sujidade e a podridão, com o abandono e com o cizentismo, com o lixo e com os ratos... mas deixemos de falar de Rui Rio e "Sus Muchachos" e passemos ao que interessa. Gostei do blog, obrigado pela visita ao meu humilde espaço e gostaria, se não fosse abuso da minha parte, de fazer uma pequena correcção: O lema da cidade é "Muy Nobre, Sempre Leal e Invicta Cidade do Porto".

Bill disse...

Ola.

Chequei ao seu lindo blog pelo blog do querido amigo Pires.

Devo dizer que estou maravilhado com o post atual, sou um apaixonado por Portugal, então tuda informação para mim é um deleite.
Fico triste com a situação da limpeça e da dos habitantes do bairro da Sé, lamentavel...
As palavras de Carlos T e Rui Veloso perfeitas...

Otimo fim de semana pra tu.

:*

Sofia disse...

Conheci o Porto em Abril desse ano, e tive a sorte de presenciar a empolgação dos torcedores pelo campeonato ganho pelo FC Porto.
Como turista, não pude deixar de visitar a Ramos-Pinto, fazer um agradável passeio pelo D´Ouro, conhecer Régua, Pinhão, e etc. Gostei muito, muito, mas infelizmente também fiquei com a impressão de que a cidade estava um pouco "abandonada" em termos de limpeza pública. Na época até pensei que era por causa dos muitos canteiros de obra, mas agora acho que não. É uma pena, espero que esse quadro se reverta.Não gostaria que Porto se tornasse um "Rio de Janeiro", tão bonito porém abandonado e sujinho.
Abraços,

Helder Ribau disse...

aqui estou eu novamente a visitar :)

xicoxperto disse...

Também gostava de poder dizer que admiro o Porto mas, apesar de por lá ter "passado" várias vezes, de fugida, arrepia-me o seu trânsito, como o de qualquer grande cidade. Terça feira, dia 4 de Julho, lá passarei mais uma vez, a caminho do alto Minho mas temo não ser ainda desta vez que lhe farei a tão desejada visita de pormenor.
Já no que se refere a limpeza, não creio que seja muito pior do que o resto do país. Afinal esse é um problema enraizado na nossa "incultura" de desrespeito pela cidadania. Em S. Sebastian, pais basco, vi um cidadão local baixar-se junto a um cesto de papeis, no Passeio da Concha, e apanhar um papel que alguém, ao colocar, deixou cair. Até parece que estou a ver um português fazer o mesmo...

ciloca disse...

Não conheço o Porto.Apenas passo ao largo quando viajo para o Geres ou para Espanha.Depois lembro-me da canção que fala "Desse teu ar pardaçento", e eu concordo. Penso que Lisboa é mais luminosa.Quanto ao lixo são ambas sujitas.Mas isto vai mudar.A industri do Turismo vai fazer milagres.