Vamos

segunda-feira, dezembro 17, 2007



Não há qualquer condenação a pena efectiva no caso UGT. Torres Couto, João Proença e Rui Oliveira e Costa foram absolvidos. José Veludo foi condenado por burla qualificada na forma tentada, mas o caso prescreveu. Aproveitando espírito natalício, quem ainda acredita no Pai Natal ?

7 comentários:

Marreta disse...

Outra coisa não se esperava. Aliás esse tal Oliveira até está em maré alta actualmente, anda por aí no mundo das sondagens e do comentário futebolístico...
Saudações do Marreta.

J.Dias disse...

Estes gajos não são do PS?

Está tudo dito, está tudo aí!!!!

Combate contra a corrupção é miragem.

"são os mordomos do universo todo
senhores à força
mandadores em lei"

Boas Festas

Belzebu disse...

E estás surpreendida? Ainda vais ouvir as notícias da prescrição do processo Apito Dourado e Casa Pia! É só uma questão de deixar passar o tempo. Esta é a nossa justiça e o pior de tudo é que o pessoal não se importa!

Aquele abraço infernal!

Miguel disse...

Outra coisa não era de esperar ...
Afinal estamos em Portugal ...!

Bjks da M&M & Cª!

Compadre Alentejano disse...

A Justiça é a arte de demorar a decidir para não decidir nada...
Há um ditado que diz: Lobo não come lobo...e mais não digo.
Um abraço e a retribuição de boas festas
Compadre Alentejano

Klatuu o embuçado disse...

Eu não... mas BOM NATAL! ;)

A.Mello-Alter disse...

Eheheh
Os nossos Pais Natal vestem-se de preto, têm longas férias, poucos hábitos de trabalho e são muito bem pagos.
Mas só dão prendas a alguns.