Vamos

quinta-feira, outubro 25, 2007


Sinto-me assim:
Vi-te a trabalhar o dia inteiro
construir as cidades pr'ós outros
carregar pedras, desperdiçar muita força pra pouco dinheiro
Vi-te a trabalhar o dia inteiro
Muita força pra pouco dinheiro
Que força é essa que trazes nos braços
que só te serve para obedecer
que só te manda obedecer
Que força é essa, amigo que te põe de bem com outros e de mal contigo
Que força é essa, amigo
Não me digas que não me compr'endes
quando os dias se tornam azedos não me digas que nunca sentiste uma força a crescer-te nos dedos e uma raiva a nascer-te nos dentes
Não me digas que não me compr'endes
Que força é essa que trazes nos braços
que só te serve para obedecer
que só te manda obedecer
Que força é essa, amigoque te põe de bem com outros e de mal contigo
Que força é essa, amigo
( in Sergio Godinho )

3 comentários:

Dias disse...

Uma, entre tantas que nos ajudaram a viver e saborear intensamente a revolução.

"levanta o braço, faz dele uma barra"

BFS

Abraço revolucionário

Compadre Alentejano disse...

Mariazinha:

Obrigado pela mensagem que deixaste no Papa Açordas.
A curiosidade levou-me a uma visitinha ao teu e, gostei muito.
Vou até o linkar nas minhas sugestões. Espero ser retribuído,OK?
Felicidades

Compadre Alentejano
www.papaacordas.blogspot.com

C Valente disse...

que força ou que injustiça é esta
Trabalho sem apreço e salário justo
saudações amiga