Vamos

segunda-feira, agosto 14, 2006

Os nossos Cacilheiros

São os famosos barquinhos que ligam as duas margens do Tejo . Utilizados por milhares de pessoas que de Almada vão todos dias trabalhar para Lisboa " este pequeno berço do povo", já não servem só o povinho. O turista que se desloca a Lisboa e se aventura para a outra margem tambem o utiliza e meus amigos... se para nós é uma vergonha e um perigo para a saúde pública, o que dirá um turista que tenha de utilizar os Wc ?

Tenho feito uma "guerra" com a Transtejo e desde me darem todas as desculpas mais ridículas do género: Ó minha senhora vá queixar-se à Polícia Marítima..." ou a olharem-me como se eu fosse maluquinha, se calhar tambem é típico terem as pias atacadas de merda. Digo eu, não sei..

Uma sugestão:

Não será melhor fechar os ditos Wc ? Afinal são só 8 mnts entre Lisboa e Almada.

11 comentários:

CORCUNDA disse...

É de fechar! Se o pessoal se quiser aliviar sempre há o Tejo. Não há nada como mijar directamente para o rio em pleno contacto com a natureza. Então e os catamarãs?

xicoxperto disse...

Essa atitude parece ser típica em Portugal, dado o numero de casos que presenciamos todos os dias. Se entramos num estabelecimento comercial acontece a mesma coisa. Quem sabe se não passará por aí o futuro do turismo e até o do país (Lol). Ao menos em "trampa" somos os maiores ehe ehe ehe. Até parece que já estou a ver os panfletos turísticos: Em Portugal visite as caves do vinho do Porto e as grutas da merda espalhadas de norte a sul ehe ehe ehe.

Pete disse...

Nos autocarros de longo percurso chega-se a andar masi de 2 horas sem parar e as casa de banho não funcionam; por isso não estou a ver porque é que nos cacilheiros têm que funcionar.

Bom feriado,

Pedro Gonçalves.

Emilia disse...

Concordo inteiramente com o fechar.Já que, nem os utilizadores, nem a manutenção, sabe como fazer bem feito.
Em Portugal, reclama-se pouco e quando alguém o faz, os destinatários não sabem reagir de forma serena e construtiva.E corrigir o que está mal.
Mas, Mariazinha, adorei ver os cacilheiros na foto, lembrar a travessia do nosso Tejo e a canção do Zé Viana. Que saudades!

Miguel disse...

Fecha ...!
As senhoras é que estão pior!

Bjks da Matilde

jotadias disse...

Bem, ó Mariazinha a dita (merda) exixte há fartazana por este País fora. Basta ir a S.Bento para verificar in-loco. Se fores à Madeira (ilha) então nem te digo.

Mais a sério, já me aconteceu estar de aflitos ir a um café perir se podia aliviar a tripa (estava mesmo à rasca) o tipo que estava ao balcão (presumo que fosse o dono) volta-se para mim com um ar de GNR e disse-me: "....oiça lá e despesa, essa coisa de cagar e não pagar já passou à história....."

Bem depois tive que lhe responder à letra, pedi-lhe o livro de reclamações. Posteriormente escrevi para a Deco a contar o sucedido.

Finalmente te digo que me borrei todo.

Abraço

Kaos disse...

100% de acordo. Basta que nas estações fluviais existam WC em condições.
abraço

filipelamas disse...

Muitos parabéns! Gostei muito do blog!

Sofia disse...

Mariazinha,
Aqui no Brasil acontece o mesmo. Fazemos a travessia Rio-Niterói em barcos semelhantes ao da foto, porém a duração é um pouco maior (em torno de 20 minutos). É IMPOSSÍVEL ir aos WC, uma verdadeira vergonha. E nas estações a situação não é melhor ...
Abraços,

ROADRUNNER disse...

Ainda o melhor, se calhar, é fazer a travessia a nado. Mas também com a poluição do Tejo...

Ógnito Inc. disse...

Por acaso já li, numa crónica estrangeira sobre turismo, acerca da (falta de) higiene das casas de banho portuguesas. Não me conformo que a solução seja tirar de uso. A solução é limpar e eventualmente sensibilizar... (se calhar a solução é cultivar/educar/formar... mas isso demora anos e aos anos que a esse nível o trabalho é muito mau....)