Vamos

terça-feira, agosto 29, 2006

A irreverência da juventude...

Quando olhamos para o nosso passado, o que fizemos durante toda esta caminhada, constatamos que esta jornada, cheia de erros e passos certos, faz-nos muitas vezes rir das certezas que tinhamos aos 20 anos.
O Sr. Günter Grass teve a coragem de revelar que pertenceu às SS.
Tambem o Sr. Durão Barroso era um Maoísta convicto na sua juventude.
Quando coloquei o texto anterior, queria ver que efeito teria um texto de Adolf Hitler sem saberem quem era.
O regime Nazi foi monstruoso e foi uma lição de até onde o ser humano pode chegar.
O Günter Grass teve grande coragem em admitir o seu passado assim tivessemos todos nós a mesma para admitir os nossos erros e não sermos tão "politicamente" correctos.

Muito obrigada pelos vossos comentários e até um dia destes, vou de férias.

6 comentários:

ROADRUNNER disse...

Bem me parecia que o cheiro era a Nacionalismo, neste caso Nacional-Socialismo.

Sofia disse...

Boas Férias !!
Abraços,

Miguel disse...

È uma grande virtude saber reconhecer os nossos erros e retirar dai uma lição para não voltar a errar!

Boas férias e volta logo!

Bjks da Matilde

xicoxperto disse...

Quer-me parecer que só os "santos da casa" descobriram o autor (loool).

filipelamas disse...

Boas férias!

Barão da Tróia II disse...

Boas Férias