Vamos

domingo, janeiro 07, 2007




" Para Inglês ver ..."

Louvada seja a iniciativa da CP que põe comboios extra para a malta poder ver a partida do Lisboa - Dakar !

Para que se saiba a CP suprime composições no periodo de inverno fazendo com que as poucas que circulam parem em todas as estações. Quem trabalha aos fins de semanas tem que se sugeitar à contenção da CP. A mim nada me move contra os transportes públicos mas sinto-me cada vez mais prejudicada por medidas mal pensadas. Pago bastante de passe pois moro longe do meu local de trabalho e aquilo que vejo é uma constante falta de respeito pelos utentes. Acredito que eles pensem que a maioria tem horários das 09.00h às 17.00h, e o resto não conta? Talvez seja porque a maioria dos utentes sejam imigrantes e como tal considerados cidadãos de segunda... Um percurso que durante a semana se faz em uma hora, aos fins-de-semana converte-se em duas horas e meia.

Obrigado CP por ao longo de 20 anos continuares com a mesma política de horários... E já agora uma sugestão: durante o campeonato do mundo de vela seria de bom tom, colocar ao serviço dos hoteis, um mini-bus para levar os turistas dos hoteis às estações. É que assim ficaríamos bem vistos perante os estrangeiros e faziamos jus ao ditado "... para Inglês ver..."

5 comentários:

Anónimo disse...

Mariazinha,

Se fosse só nos transportes publicos, até não estavamos mal ...!

Ainda és contratada para o Ministerio do Transportes ...!

Bjks da Matilde e Cª!

Kaos disse...

Também usei os comboios da linha de cascais durante muitos anos. Razões de queixa sempre foram muitas e pelos vistos nada mudou.
bjs

Savonarola disse...

Pelos vistos, até poupam nos transportes públicos. Belo poder este, o que nos governa. Deve ser para garantir as "metas de contenção" do orçamento. Mas atenção! Isso só vale para o Zé Povinho. Lá pr'ós grandes é andar de pópós de luxo.
Um abraço amigo

Anónimo disse...

A ruinosa política dos transportes públicos à Lusitana. Boa semana.

Fernando disse...

Em ves de se chamar " jardim há beira-mar plantado" deveria chamar-se, "um hotel a beira-mar construido". Parece que este país vive só para receber que nos visita!